Como funciona a Revalidação do Diploma em medicina

No Brasil a revalidação pode ser realizada de duas formas: o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (REVALIDA) e por editais independentes de Universidades públicas.

REVALIDA

Este exame é aplicado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Diferentes Universidades públicas brasileiras participam deste exame e estão aptas a admitir médicos formados no exterior.

O exame é realizado anualmente e é constituído por duas etapas:

1ª Etapa: Prova Escrita (com questões objetivas e discursivas) - afere conhecimentos teóricos.

2ª Etapa: Prova de Habilidades Clínicas – afere conhecimentos quanto à prática de atendimento médico.

Ambas as etapas são eliminatórias, quem não atingiu a pontuação necessária na primeira é eliminado.

  • As exigência para inscrição são:
    • Ser brasileiro(a) ou estrangeiro em situação legal no Brasil.
    • Possuir Cadastro de Pessoas Físicas - CPF, emitido pela Receita Federal do Brasil.
    • Ser portador de diploma médico expedido por Instituição de Educação Superior Estrangeira, reconhecida no país de origem pelo seu Ministério da Educação ou órgão equivalente, autenticado pela autoridade consular brasileira

Na 1ª etapa a prova objetiva é constituída por 100 questões de múltipla escolha e a prova discursiva tem 5 questões.

Acesse o nosso Acervo de Provas e teste os seus conhecimentos nas provas do REVALIDA gratuitamente.

Na 2ª etapa a prova de Habilidades Clínicas é constituída por 10 estações práticas.

No ano de 2017, 44 Universidades participam do REVALIDA. Para mais informações sobre datas, documentos e os detalhes do exame acesse a página do REVALIDA.

Qual a duração entre a aprovação no REVALIDA e a emissão dos documentos de revalidação?

Segundo o INEP a duração até a revalidação final do diploma é de 6 meses porém, na prática, este intervalo é superior.

Processos de Revalidação Independentes

Antes do início do REVALIDA o processo de revalidação do diploma era realizado por cada Universidade com provas e critérios diferentes. Com a instituição do Exame Nacional a maioria dessas Universidades adotou o REVALIDA , porém continuam responsáveis pela emissão do documento de revalidação.

Atualmente apenas 5 Universidades possuem processo de avaliação independente do REVALIDA: UERJ no estado do Rio de Janeiro, UFMG no estado de Minas Gerais, UFMT no estado de Mato Grosso e USP-SP e UNICAMP no estado de São Paulo.

As avaliações e provas ficam a critério de cada Universidade, porém em todas será realizada uma análise de carga horária e curricular. A UFMT oferece uma complementação para os 5 primeiros estudantes que não atingiram a nota de corte, a UFMG também oferece uma complementação para os alunos nas matérias que não tiveram um bom desempenho.

Para informações mais detalhadas acesse a página de cada instituição.