Terça, 08 Agosto 2017 12:22

Residência médica de Cirurgia Cardiovascular será de acesso direto em 2018

Residência médica de Cirurgia Cardiovascular será de acesso direto em 2018

Em reunião da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) em maio de 2017 foi aprovada a alteração no programa de residência médica da especialidade de Cirurgia Cardiovascular que passa a ser de acesso direto a partir de 2018. Atualmente para acesso ao programa de 4 anos de duração é necessário um pré-requisito de 2 anos em Cirurgia Geral. A mudança foi pleiteada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular com a justificativa de ajustar o treinamento dos residentes. Com a aprovação o ingresso na especialidade passará a ser de acesso direto, terá duração de 5 anos e já está valendo para os concursos de residência médica no final do ano.

Outros programas

Outros programas de residência médica também têm reinvidicado e testado mudanças no acesso e treinamento para as especialidades como forma de aprimorar o ensino.

A CNRM também aprovou este ano mudanças na residência médica de Cirurgia de Cabeça e Pescoço que agora passa a aceitar como pré-requisito, além de cirurgia geral, a especialidade de Otorrinolaringologia.

Outro programa que foi alterado foi a área de atuação em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia que foi incluído um novo ano de treinamento passando para 2 anos de duração.

Resumo das mudanças
Cirurgia Cardiovascular: Acesso Direto com 5 anos de duração
Cirurgia de Cabeça e Pescoço: inclui Otorrinolaringologia como pré-requisito
Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia: passa de 1 para 2 anos de duração